Paciência

Voltando a refletir mais um pouquinho sobre certas coisas que podem tornar nossa vida melhor, lembro-me aqui de algo muito simples... Mas simples mesmo: a paciência!

E por incrível que pareça vivemos hoje o mundo do "fast food", tudo tem que ser pra ontem... Não podemos mais esperar no telefone, na fila do banco... Cartas são ultrapassadas, mal temos paciência pra esperar uma resposta de email... O telegrama que era tão eficiente, tornou-se obsoleto!

Tudo o que fazemos é com pressa... correndo... E essas atitudes refletem diretamente em nosso interior! A pressa não está somente nas atitudes, mas em nosso coração... em nosso olhar! Necessitamos reaprender a nos relacionar melhor para vivermos melhor e proporcionar uma vida melhor aos que nos cercam! Sabe aquela coisa de parar pra escutar de verdade? Olhar nos olhos, se preocupar realmente com as pessoas?

A humanidade precisa de paciência pra ser realmente humana! Como já dizia Chaplin: "Não somos máquinas! Homens somos!" Deixamos de apreciar tanta coisa pela falta de tempo... Muitas vezes estamos na correria desenfreada do dia-a-dia e não paramos pra dar um bom dia, uma boa tarde... não observamos as paisagens, os simples atos de carinho dos filhos... Perdemos a oportunidade de fazer saber como admiramos os pais, os filhos, os mestres... Tudo por que não temos paciência pra parar um pouco!

Creio que as pessoas mais idosas são realmente as mais sábias! E ironicamente desdenhamos essa "calma", essa "paciencia absurda"... Não conseguimos enxergar essas atitudes como atitudes de maturidade! Certamente é pela falta de paciência que os asilos estão cada dia mais cheios... (Com quem aprenderemos a ter paciência?) Provavelmente é pela falta de paciência que o infartos estão ocorrendo cada vez em pessoas mais jovens... Os filhos não encontram paciência nos pais... como esperar paciência neles?

Temos paciência pra checar uma caixa repleta de emails diariamente, sem contar o tempo que perdemos em sites de relacionamento... E nossos relacionamentos reais? Temos paciência para eles? Os valores estão trocados... Em que ponto as simples coisas que realmente importam perderam o sentido?

4 Comments:

G. said...

Oi, Andresa... Parabéns pelo texto ponderado e perspicaz... A abordagem que fez a respeito da paciência - ou da falta dela - ilustra o ritmo frenético em que se encontra a humanidade nesses atribulados dias atuais. O homem orgulha-se das grandes consecuções em áreas como tecnologia, economia ou esportes, mas não consegue se relacionar bem com os próprios vizinhos... Em alguns casos, não consegue se relacionar nem mesmo com os de sua própria casa. Situação triste que deve nos induzir a uma reflexão íntima, sobre em que pontos nós mesmos poderemos melhorar. Um grande abraço!...

Anônimo said...

è a pura verdade a falta da paciencia nos tem levados a caminhos sem volta tantas coisas acontecendo por falta dela ninguem tem mais tempo para nada que não seja do seu próprio interesse somos minoria mais fazemos diferença enquanto houver alguem preocupado com este tema haverá esperança... beijocas p arabens suas notas eu já sabia

Guí said...

Andresa, voce está coberta de razão... Estamos sempre tao apressados e nem sabemos pra que.
Com o que perdemos o tempo que achamos que nao temos? Talvez seja a hora de exercitarmos a paciencia e rever as prioridades.
Otimo texto... Parabens

fafilima said...

AMEI CUNHADA VERDADEIRAMENTE ESTAMOS VIVENDO EM UMA SOCIEDADE IMEDIATISTA TUDO PRA JÁ E AGORA...E MUITAS VEZES NA NOSSA RELAÇAO COM DEUS PASSAMOS MAL EM APRENDER A CONFIAR E ESPERAR NO TEMPO DE DEUS ....BEIJOS LINDA MENSAGEM A PAZZZZZZZZZZZ