A mil por hora...



Estou convencida cada vez mais de que tudo aquilo que não esperamos, nos distanciamos e até mesmo criticamos... de repente bate às portas de nossa vida. E chega tão sutilmente, que não nos damos conta de que isso esteja realmente acontecendo conosco!

São paradigmas ou pré-conceitos que em determinado ponto de nossa existência criamos e estabelecemos e... sem perceber temos um roteiro a ser seguido para que tudo se vá bem (segundo nossos princípios!).


"Ah, por aqui eu posso seguir...
Isso jamais... Imagina!
Dessa água não beberei!...
Meus filhos? Nunca agirei dessa forma com eles...
É claro que o amor supera a dor!"

Queria ter percebido tudo isso antes, é perda de tempo estabelecer tais padrões... E mais ainda, frustrante reconhecer que não temos o domínio sobre nosso destino! Creio que a vida mesmo tem o prazer de enviar sorrateiramente situações indesejadas... Elas entram timidamente pela porta do fundo e se instalam pouco a pouco... Até chegarem à sala de estar e ocupar todo o espaço de conforto que por direito deveria ser nosso!

Sua voz parece suave... Mas ecoa profundamente no peito como a voz da afronta, do escárneo... Fazendo-nos arrepender até "o último fio de cabelo" por ter proferido tal juramento!

Mas, a vida segue...

E como já dizia Che Guevara: "É preciso endurecer sem jamais perder a ternura"


Um beijo e até.






3 Comments:

Zéia said...

Feliz de ler seus escritos.

A verdade é q somos moldados e aperfeiçoados em td. Td faz parte de um grande aprendizado.

"Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamdos segundo o seu propósito." Rm 8. 28

Te amo minha Pepita. Bjs!!!

FáZinho said...

Meu acho que nunca refleti tanto lendo algo...
Amei sério, a maneira que você colocou as palavras, foram perfeitas....

Parabéns, e perdoe minha ausência aqui...

Bjs

Robson Silva said...

gostei muito,a e claro a vida nos molda e nos aperfeiçoa, passa la no meu bog http://quatrox4.blogspot.com/

podemos até fazer parceria entre nossos blogs.